O prazo para entrega da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física acaba hoje (29) e, como é de costume, muita gente deve estar disputando seu próprio tempo no expediente para finalizar sua responsabilidade com o "Leão".
A própria Receita Federal tem alertado para o risco de as pessoas deixarem para enviar a declaração nos últimos dias, pois muitos contribuintes podem encontrar dificuldades devido ao acúmulo de acessos ao endereço do órgão. Isso sem contar que o sistema de transmissão das declarações fica fora do ar no período de 1h e 5h da madrugada.
Na correria, o maior cuidado que o contribuinte deve ter é com erros de digitação ou esquecimentos. Até para questões de imposto de renda, vale o velho ditado: "A pressa é inimiga da perfeição". No último dia, a possibilidade dos erros ocorrerem é sempre maior. E junto com um possível erro não identificado, pode vir também uma possível multa. 
Por isso, após a entrega, verifique sua situação!
Caso tenha contratado um contator para auxiliá-lo na declaração, peça o número do seu recibo de entrega e siga também os procedimentos:
Com o número do recibo de entrega da declaração, você pode gerar um código de acesso para acompanhar o processamento e verificar se houve alguma pendência na sua declaração. Para acessar o extrato, basta entrar no site da Receita Federal e clicar em "Extrato da DIRPF".
Além do número do recibo, alguns dados como CPF e data de nascimento também deverão ser preenchidos para que o contribuinte crie sua própria senha.
Automaticamente, o sistema mostra se a declaração foi ou não processada pelo Fisco, se caiu na malha fina e qual é o problema. Com isso, é possível corrigir a informação, enviar uma declaração retificadora e tirar a declaração anterior da malha.
Na correria, um dos erros mais cometidos é esquecer o dado principal: declarar a renda da fonte pagadora. Lembre-se que se você tem um dependente que recebe pensão ou aposentadoria, por exemplo, esse rendimento também deve ser declarado.
E uma coisa que achei muito legal na entrega da declaração de Imposto de Renda neste ano é que o recibo da declaração do IRPF está sendo impresso em duas vias para proporcionar mais segurança aos contribuintes. O número do recibo está na segunda via. A primeira, sem número, pode ser usada quando você precisar comprovar que entregou a declaração à Receita, em casos de empréstimos bancários, por exemplo.
Ainda não terminou a sua declaração?!? Então corre, que ainda dá tempo...

0 comentários